Ter Menos e Ser Mais | Conheça a Roupateca

1 Comentário

Ter Menos e Ser Mais | Conheça a Roupateca



Temos muito orgulho de sermos parceiros da Roupateca desde 2017 e poder contar sobre essa importante e bonita iniciativa. Coerente com uma filosofia de Ter Menos e Ser Mais, a proposta do projeto é sugerir uma nova forma de consumir, compartilhando itens e experiências: você não precisa comprar tudo que deseja usar, assim pode evitar o consumismo, fazer a economia circular e torná-la eficiente.

Na prática funciona como um guarda-roupa compartilhado, que por meio de assinaturas mensais, as clientes tem acesso a um grande acervo de peças de diferentes tamanhos e marcas, sendo uma boa opção para variar o guarda- roupa.
Instalada em uma casa no bairro de pinheiros, a Roupateca já conta com 4 prósperos anos de estrada. É tocada pela Dani Ribeiro e pela Flávia Nestrovski e mais um pequeno time de mulheres, que selecionam cuidadosamente as marcas que participam do acervo.


Coleção Upcycling na Roupateca
 À esquerda Dani e à direita Flavia, ambas usando a Coleção Upcycling

  
O local se tornou queridinho das consultoras de estilo engajadas que, além de levarem suas clientes para essa nova experiência de consumo,
também compartilham por lá seus guarda-roupas. 

Nesse sábado, 24 de Agosto, lançaremos nossa primeira coleção Upcycling no espaço da Roupateca, onde estaremos expondo e vendendo as peças que terão 40% da renda revertida para o Yoga Popular, uma iniciativa que faz parte do nosso Projeto Reverte. Algumas peças também ficam por lá para serem compartilhadas entre as assinantes. Os planos de aluguel fechados nesse dia terão 10% da renda revertida para o Yoga Popular. 


Espaço Roupateca
 Espaço Roupateca


Confira a seguir um pouquinho da história da Roupateca contada pela Dani e pela Flávia através de um pequeno bate- papo.

Como surgiu a idéia de criar a Roupateca?
Em 2015 a Dani trabalhava como consultora de estilo, e a Roupateca nasceu de um incomodo ao perceber que as mulheres tinham muito mais roupas paradas no seu guarda-roupa do que em uso. Fazer essas roupas terem um ciclo de vida útil virou uma questão a ser resolvida. O formato de biblioteca de roupas surgiu de uma inspiração do LENA, que fica em Amsterdã.

Vocês já tinham uma relação com moda antes?
A Dani sim, trabalhava como consultora de estilo. Mas a moda é um pano de fundo na Roupateca. nossa causa acaba sendo bastante voltada as pautas de consumo e compartilhamento.

A Roupateca existe desde 2015, o que mudou desde lá?
Tudo. Ela nasceu como um projeto experimental. foi a 1a no Brasil. hoje a Roupateca é uma empresa, e nesses 4 anos, entre testes, erros e acertos, vamos entendendo cada vez melhor os caminhos de projeção que podemos ter no mercado de economia circular, que está em plena expansão e evidência.

Existe alguma razão especial para fazerem a primeira casa de vocês no bairro de Pinheiros?
Escolhemos pinheiros por ser um bairro onde o publico já esteja mais aberto e antenado a novas ideias. e de maneira geral um bairro que abriga iniciativas que convidam as pessoas a exercitarem novos hábitos.

Por que assinar um guarda-roupa compartilhado? Qual vocês sentem que é a grande motivação das assinantes?
Beneficio financeiro é o principal. quando a assinante entende que ter acesso pode ser muito mais interessante do que a posse em si, muda tudo. Se libertar da ideia de que você precisa ter tudo o que deseja usar, impacta bastante a maneira dessas mulheres viverem suas vidas, até em outras camadas e assuntos.

O que nem todo mundo sabe sobre a Roupateca?
Que é mais sobre consumo do que sobre moda. é mais sobre gente do que
sobre roupa.Que ela ajuda algumas instituições de caridade com roupas;
Que a gente já teve plano masculino nos primeiros meses de vida;
Que temos uma curadoria muito criteriosa com todas as marcas que
acolhemos no acervo no que diz respeito a cadeia produtiva;




1 Resposta

Zilah
Zilah

Agosto 26, 2019

Achei bastante interessante esse novo tipo de compartilhar. Talvez precisamos desconstruir alguns conceitos e construir novos no significado do ter

Deixe um comentário

Os comentários serão aprovados antes de serem exibidos.